BOCUSE D’OR

A copa do mundo da gastronomia realiza durante os dias 29 e 30 de março a seletiva nacional brasileira do principal concurso culinário, o Bocuse d’Or. E o Sirha mais uma vez será a casa dessa final!

Criada em 1987 pelo renomado chef Paul Bocuse, a competição propõe que os candidatos desenvolvam, ao vivo, duas receitas em 5 horas e 35 minutos. Além da preparação de porções empratadas, o cozinheiro deve elaborar também uma bandeja contendo todos os itens da receita para avaliação e degustação do júri.

Para participar da próxima edição da competição, deve-se ter idade mínima de 23 anos (a ser completada até janeiro de 2021), ser de nacionalidade brasileira e possuir experiência profissional comprovada de no mínimo cinco anos. A inscrição é gratuita e encerra sua inscrição no dia 28 de novembro.

Nessa primeira etapa, o interessado deve providenciar os documentos e informações solicitadas no formulário. Bem como propor uma receita para o tema de uma das provas da competição: um prato vegetariano e que contenha obrigatoriamente um ingrediente regional brasileiro – podendo esse ser uma fruta, especiaria, legume ou qualquer item de origem vegetal.

O conteúdo será avaliado pelos chefs que fazem parte do comitê brasileiro e que irá selecionar os 8 finalistas para a disputa ao vivo.

Os competidores classificados para a segunda etapa da competição serão anunciados no dia 12 de dezembro e irão concorrer ao total de R$ 10.000,00 em dinheiro. Além do prêmio, o primeiro colocado irá representar o Brasil na fase continental do concurso que acontece no México.

Confira o regulamento e inscreva-se!

REGULAMENTO INSCRIÇÃO


Relembre a seletiva nacional de 2018:

Luiz Filipe Souza

A seletiva nacional do Bocuse d’Or aconteceu no dia 16 de março no Sirha São Paulo.
Após 05h35min de competição, o chefLuiz Filipe Souza foi o grande vencedor! Ricardo Dornelles levou a medalha de prata para casa, enquanto Danilo Nakamura e Marcelo Milani ficaram em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

O chef vencedor preparou um filé de salmão do Alaska levemente curado na beterraba, cozido à baixa temperatura ao beurre blanc, com pupunha cozida no tucupi e grelhada, alho poró confitado com creme de ouriço e cebola assada com óleo de carvão. Juntamente a um carpaccio do Porco Mangalitsa mi-cuit, o jovem chef preparou um mosaico com mostarda e cogumelos ao sauce Robert, maçã gelificada com coentro, biju com mandioca defumada e pimenta Cambuci, cromequis de foie gras e tartufo nero.

Luiz Filipe e todo Comitê Bocuse d’Or Brasil vão para o México, representando o país na seletiva continental do Bocuse d’Or. Se vencedores, garantem uma vaga na grande final da competição que acontece em janeiro de 2019 em Lyon.
Boa sorte!

Conheça o vencedor:

Luiz Filipe Souza




* Esta promoção consta com certificado de Autorização CAIXA n° 3-7071/2018

COMPARTILHAR ESTA PÁGINA: